Política

26 jan

A política nasceu na antiga Grécia. Sua antiga concepção denota claramente seu fim principal, o de ser um governo das pessoas, A palavra política nasce da polis antiga denominação das cidades gregas e o termo político é uma variação moderna que designa aquele que é oriundo da cidade.

A política bem exercida visa o bem estar das pessoas dentro de sua jurisdição ou campo de ação. Como ciência, deve ser disseminada e tratando-se de consciência política deve ser adquirida em larga escala por seu exercício. Através da história a política tem sido mal interpretada como meio de obtenção de poder, embora esse fato histórico seja claramente uma distorção de seu objetivo primário que era o de assegurar o exercício individual de participação no destino das sociedades em que determinados indivíduos estavam inseridos.

As concepções modernas de política tratam de suas intrincadas nuances, que acabaram por implicar em um dinâmico quebra-cabeça de gestação e manutenção de governos e sociedades, embora não rara essa última apareça em um  âmbito reduzido diferente do que originalmente foi concebido ou designado como ideal.

O estado político moderno é tomado atualmente por instituições denominadas partidos políticos que buscam interesses de grupos que nem sempre representam a maioria da população e que na maioria das vezes revezam-se buscando sua manutenção no poder, no que fica sendo designado como manutenção da ‘maquina política no poder’.

Em suma, o que nasceu para regular a vida urbana, acabou por deteriorar-se em um conjunto de normas, nem sempre ética ou moralmente aceitáveis, mas freqüentemente pragmáticas ao extremo, que, especialmente em países onde a pratica democrática não é ou não esta completamente aprofundada, afastam aqueles que deveriam ser seu alvo principal, os politikos, de sua concepção como norma e prática.

EXERCÍCIO POLÍTICO

O exercício da prática política deve ser essencialmente precedido por um engajamento dos que assim anseiam tomar partido (sem trocadilhos aqui), das questões primordiais que permeiam determinada sociedade. Esse engajamento deve passar necessariamente pelo estágio de  concepção e localização individual dentro do plano social maior, e deve ser altruísta para que os resultados do exercício político sejam eticamente relevantes e tenham um escopo de ações e alcance destas ampliado mediante a adesão coletiva destas mesmas rotinas de exercício político.

Embora seja sabido que no principio nem todos tomavam partido na antiga Grécia das decisões políticas, quando do inicio do exercício da pratica política, a moderna concepção do termo para que não caia em descrédito deve ser abordada visando uma pluralidade cada vez maior no debate, para que seja multi facetada e represente o interesse coletivo, sem que haja o detrimento de classes ou grupos como acontecia no início.

A política em seu caráter contemporâneo, e com ênfase especial aqui para a sociedade brasileira, deve ser exercida não apenas durante o período eleitoral, (embora que seja necessário salientar que de fato o aprofundamento da discussão política nem mesmo nessa época ocorra, sob a desculpa coletiva, quase um dogma de que ‘política não se discute’).

A consciência política deve ser incitada e despertada no cotidiano para que a concentração do poder advinda de sua pratica não se restrinja aos grupos dominantes que se instauraram no setor dominante da nação há muito tempo atrás e que lá estão até hoje se mantendo sorrateiramente, e utilizando subterfúgios que fazem com que o mote disseminado e citado acima de que política não se discute, continue a anuviar o pensamento coletivo em um ciclo que só pode ser quebrado com o exercício efetivo da consciência política.

Sintetizando, a política deve ser exercida por todos e em todos os setores da sociedade. Em todos os momentos, sempre abundante de agir ético e moral visando e bem estar comum.

BEM COMUM

A doutrina do bem comum apregoa que o fim do homem como ser racional é a garantia de que todas as suas possibilidades enquanto individuo serão alcançadas, Tendo em vista que a sociedade é um sistema interativo de indivíduos o bem comum é um direito segundo essa doutrina inalienável de cada membro que a compõe. Em via de ser alcançada exige um desprendimento individual para que também individualmente os anseios ou aspirações sejam, ou tornem-se fatos palpáveis. O bem comum é, ou deveria ser o objetivo de qualquer sistema de governo que se preze.

Observando o conceito do bem comum sob uma perspectiva mais ampla, deixando de lado a visão micro restrita por a sociedade de qualquer estado nacional, fazemos aqui uma analise se de fato o bem comum existe em um âmbito global. A constatação, a exemplo do que seria caso a analise voltasse a focar o micro, ou, uma sociedade dentro de qualquer país, é de que o bem comum é um triste desejo utópico. Não é constatado em estado nacional algum daqueles que agora compões a comunidade internacional e não está em vias de ocorrer nem nos prognósticos mais favoráveis que por ventura sejam traçados para os próximos anos. A individualidade corrompe os homens e as nações.

CORRUPÇÃO

A corrupção está presente nas mais variadas sociedades humanas e sob as mais variadas formas também, embora a sua definição etimológica seja essencialmente igual, não se diferenciando nem mesmo pelo alcance ou espectro das obras corruptas perpetradas. Em outras palavras não importa que seja um desvio administrativo governamental da ordem de milhões de dólares ou um cartão corporativo usado indevidamente por administradores públicos. Trata-se tudo de podridão (significado em uma tradução mais ampla da palavra corrupção).

Os níveis atuais de corrupção não só no governo como na sociedade brasileira como um todo, chegaram a níveis alarmantes. Muito tem sido dito a respeito do chamando “jeitinho brasileiro”. Trata-se somente de um eufemismo, para “eu estou agindo contra as leis e estou me dando bem em cima de terceiros (por que todos estão fazendo então não há problema algum em se fazer também)”. A corrupção em níveis governamentais nada mais é que um reflexo desta filosofia, coberta de uma indignação amoral por parte da sociedade em geral.

Fontes:

WIKIPÉDIA A ENCICLOPÉDIA LIVRE (Brasil). Política. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Pol%C3%ADtica&gt;. Acesso em: 05 nov. 2009.

WIKIPÉDIA A ENCICLOPÉDIA LIVRE (Brasil). Bem comum. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Bem_comum&gt;. Acesso em: 05 nov. 2009.

WIKIPÉDIA A ENCICLOPÉDIA LIVRE (Brasil). Corrupção. Disponível em: <http://pt.wikipedia.org/wiki/Corrup%C3%A7%C3%A3o_pol%C3%ADtica&gt;. Acesso em: 05 nov. 2009.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: